quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

LITERALMENTE LIVROS DE CABECEIRA



DESAPEGAR É MEU VERBO DO ANO.
UM DIFÍCIL EXERCÍCIO, QUANDO A GENTE GOSTA DE TUDO QUE TEM E NEM TEM TUDO QUE GOSTA . . .
SEMANA PASSADA TIVE A IDEIA DE TRANSFORMAR UMA ANTIGA SANEFA, INSTALADA NO ESCRITÓRIO, MAS QUE ME ACOMPANHA HÁ BEM UNS 35 ANOS, DESDE OS TEMPOS DA CHÁCARA SANTA ANA. ERA EXATAMENTE COMO ESSA DA SALA, MAS COM A METADE DO COMPRIMENTO E, ACREDITE, AINDA COM AS MESMAS E LINDAS CORTINAS DE TECIDO GROSSO DAQUELE TEMPO. ESSA DA SALA AINDA ESTÁ NA COR ORIGINAL, MAS A DO QUARTO FOI TINGIDA À INDIANA NUM TOM DE VERDE CANA.
POIS BEM, RESOLVI TRANSFORMAR A SANEFA EM CABECEIRA DE CAMA E AGENDEI UMA TARDE COM MEU COSTUMEIRO REPARADOR DE ALUGUEL.




DEU TRABALHO, MAS VALEU MUITO A PENA. O REPARADOR VOLTARÁ QUANDO TERMINAR DE LIXAR ALGUMAS COISINHAS QUE PEDI PARA SEREM FEITAS NA CASA DELE (ATCHIMMMM). A TELA ACIMA DA CABECEIRA, POR EXEMPLO, AINDA VAI SER CENTRALIZADA PARA HARMONIZAR COM O NOVO COMPRIMENTO DA VIZINHA NOVA, TAMBÉM EM EMBUIA ( ADORO ). NOSSOS LIVROS SAÍRAM DAS MESINHAS DE CABECEIRA PARA A CABECEIRA PROPRIAMENTE DITA, DANDO VEZ E VOZ AO TÍTULO DE "LIVROS DE CABECEIRA", AO LADO DO TELEFONE, PRANCHETA DE ANOTAÇÕES, ÓCULOS DE LEITURA E AFINS. TAMBÉM VISUALMENTE O RESULTADO FOI MUITO BOM . . .







O ESCRITÓRIO VAI FICANDO CADA VEZ MAIS DESPOJADO, SEGUINDO MEU LADO FENGSHUIANO QUE VINHA CLAMANDO POR ISSO. OUTROS ITENS VÃO SENDO CONTEMPLADOS AOS POUCOS, COM O DESAPEGO: BOLSAS, SAPATOS, VASILHAS E POTES PLÁSTICOS DE COZINHA, E OU OUTRO LICOR QUE SÓ FAZIAM PRESENÇA E OCUPAVAM LUGAR NA GELADEIRA ( SIM, VAMOS NOS DESAPEGANDO DE BEBIDAS QUE NÃO SEJAM CERVEJA ). JÁ FAZ TEMPO QUE DESAPEGUEI DE UM IMENSO ARSENAL DE BIJUTERIAS E AGORA SÓ USO MINHAS PRATAS OU PÉROLAS . . . NUNCA ME ARREPENDO QUANDO ENTREGO PARA OUTRAS FASES E DONOS AS COISAS QUE USAVA COM PRAZER, E NUNCA AS VENDI...DEI . . . (CLARO QUE AS VENDERIA SE FOSSE ADEQUADO AO OBJETO, SITUAÇÃO OU DESTINO, NADA CONTRA, APENAS ERAM COISAS QUE COMEÇAVAM A TER A CARA DO NOVO DONO) . . .


E O QUE DIZER DOS MAIS DE TREZENTOS ESMALTES ( ALGUÉM SE LEMBRA DESSA FASE QUASE COMPULSIVA? ) DA ANTIGA COLEÇÃO, QUE HOJE NÃO CHEGAM A VINTE? ESMALTE DA SEMANA ESSE, POR SINAL . . . SEMANA QUE VEM MOSTRO OUTRAS COISINHAS TRANSFORMADAS. UM ABRAÇO ( NÃO DESAPEGO DE UM LONGO E SINCERO ABRAÇO ).

domingo, 21 de fevereiro de 2016

SOMOS UM SÓ ... ANIVERSARIAMOS NO MESMO DIA . . .


MÁRCIA JIMENEZ. . .
CAMINHOS ANTIGOS CRUZARAM E A CONTEMPORANEIDADE REAPROXIMOU. NESSAS VOLTAS QUE A VIDA DÁ. ONTEM TEVE BOLO, DRINKS ESPETACULARES, MÚSICA AO VIVO ( QUE ROTULEI DE NORDESTE RURAL CULT E QUE, CONFESSO, NÃO GOSTO ). DE QUEBRA, SORRISOS DE PESSOAS QUE AMO. SOMOS ASSIM, DUROS NA QUEDA, NO BOLSO ( OU QUASE ISSO ), NA REALIDADE DE POVO TRISTE COM O QUE NÃO PODE MUDAR, MAS TEIMOSOS NAQUILO QUE PODEMOS TENTAR!


JUAN, O TÃO FALADO FILHO ÚNICO, ÚNICA RAZÃO DESSA MULHER TÃO GUERREIRA E SOLIDÁRIA







EU NÃO ESTAVA LÁ MUITO BEM DESDE A CHEGADA, OPTEI POR CALDINHO, MUITO BOM


ANIVERSARIANTE POOOODE: CAIPIRINHA DE CERVEJA


QUE VIROU CACHIMBO DA PAZ . . . EU JÁ CONHECIA NA VERSÃO SEM ÁLCOOL, PARA DIAS EM QUE POR ALGUMA RAZÃO ( MESMO QUE SEJA ELA SÓ O BOM E VELHO BOM SENSO ) QUEREMOS BRINDAR SEM CARREGAR NO TOM...EXCELENTE, POR SINAL

Ô, MESA FELIZ, DE PONTA A PONTA






MUITO, MUITO QUERIDA

MUITO AMADA NOSSA FADA E SUA ESCUDEIRA QUE TAMBÉM AMO

O POVO DE RISO FÁCIL, GRAÇAS A DEUS



VIVAAAAAAAAAAAAAAAAAA






HAVEMOS DE ESTAR SEMPRE COM DEUS, EM TODOS OS ANIVERSÁRIOS DE TODOS NÓS, A CADA ANIVERSÁRIO . . .

sábado, 20 de fevereiro de 2016

MARANHAR - UM ESTADO DE AMOR, UM JEITO DA ALMA



Coisas de amor, de alma, de ver e ouvir, de sentir e viajar; coisas de perceber, de sonhar, de viver; na poesia das imagens, sons, o ser das nuances, das vibrações, das explosões de encanto, fechamos com essas maravilhas o nosso maranhar; um passeio de momento e movimento, de desabrochar de cores e músicas, de engenho e arte, de reter na memória essa agitação de uma cultura que jamais se deixa apagar; assim abrimos a cortina do espetáculo do Maranhão de ver e ouvir...e encerramos nossa série de maranhar com cada leitor! Clique e entre nessa roda conosco:


video

AS VOZES DA ÁFRICA NO ESPAÇO DA ILHA; SOM E AGILIDADE, DANÇA QUE É POESIA E LUTA...

video

VOLTAR NO TEMPO, REVER A JUVENTUDE E OS SONHOS DE TEMPOS TÃO BELOS, E DESCOBRIR QUE A MATURIDADE OS DEIXOU MAIS BELOS AINDA


video

FAMÍLIA, ESSE ESPECIAL TESOURO, ESSA ILUMINAÇÃO QUE NOS NORTEIA E DÁ SENTIDO À VIDA;


video

A ALEGRIA DO RENCONTRO, OS SORRISOS E AS LEMBRANÇAS, TEMPO DE CANTAR E DANÇAR, VIVER ESSA ESPECIAL EMOÇÃO


video







video




video

NO SOM E NO SANGUE DE GERAÇÕES, O RUFAR DOS TAMBORES É O CANTO DE UMA CULTURA QUE RESISTE AO TEMPO...


video

A EMOÇÃO FALOU MAIS ALTO; ABRO MEU CORAÇÃO E ME DECLARO À MULHER DA MINHA VIDA


video

VER E OUVIR ,NUMA VIAGEM MAIS ALÉM DE ESPAÇO E TEMPO, ONDE NÓS EM NOSSO MARANHAR, NOS DESCOBRIMOS MAIS QUE APAIXONADOS .

P.S.: VÍDEOS MEUS APRESENTADOS POR THOMÉ MADEIRA FINALIZAM NOSSA MANHAREIDADE...HORA DE VOLTARMOS, CADA UM AO SEU BLOG, EM FÉRIAS ATÉ AGORA COMO NÓS. FOI UM PRAZER LEVAR O MARANHÃO AOS PENSARES DE CADA LEITOR DE "SENDAS DO CAVALEIRO MOURO"  E  "COISASDLEO". UM BRINDE À BRASILIDADE, AO BRASIL E AOS BRASILEIROS... É VIDA QUE SEGUE E É ROTINA DE EDIÇÕES QUE VOLTA... ATÉ MUITO BREVE . . .

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

MARANHEI - A VIAGEM - PARTE 9: HÁ CAMINHOS DE VOLTA E DE SOLUÇÕES



“Olho minha cidade com vontade de carregá-la no colo, de mostrar um caminho a seguir” “Por mais que me encante, eu igualmente vejo, no meio das alegrias, as dores do meu torrão” (Thomé Madeira).
 Na viagem nesses tantos cantos de minha cidade, me encantei, resgatei velhas memórias, senti outra vez o carinho das cores, dos sabores e de tantas outras coisas; mas, no dia em que me preparava pra voltar, não me furtei de meditar sobre outras coisas que vi, que senti e que me suscitaram igualmente a reflexão sobre os caminhos de São Luís... Apesar de tudo o que vislumbrei de encantador, não deixei igualmente de observar algumas coisas que me fizeram refletir sobre o destino de nossa querida Ilha; sigo aqui com observações e comentários, do que vi, do que senti e do que conclui disso tudo... Uma das primeiras coisas, para minha profunda consternação, foi a aparente situação de desleixo em relação à segurança, a sensação de medo que eu percebia no rosto das pessoas, mesmo as mais otimistas; não faltou quem me aconselhasse a sair com mais cuidado, para evitar a violência que era, no pensar dessas pessoas, quase endêmica na cidade; comecei a me perguntar: onde está a administração, que não toma nenhuma providência? O que percebi também foi o enorme contraste entre o centro e o outro lado da ponte, onde bairros bem organizados na orla, em perfeita estrutura, se estendem em ruas bem asfaltadas e cada vez mais crescentes condomínios; concordo que a cidade deva crescer, oferecer oportunidades, mas por que não fazê-lo por inteiro? Temos um potencial enorme como investimento, especialmente na área do turismo cultural; por que não criar oportunidades de investimento nesse setor, buscando parcerias (as tão faladas PPP’s ) para ativar o turismo? Será que lutamos tanto pra tirar um peso de mais de 50 anos de atraso pra se ter as mesmas coisas? Precisamos da coragem para investir mais naquilo que temos de melhor, não esquecendo, é claro, de se ter uma estrutura para preparar as pessoas que irão receber os que virão nos visitar e conhecer; educar e preparar, antes de mais nada, são instrumentos cruciais pra isso. A pergunta que faço, do fundo do coração, é: o que os cidadãos esperam para tomar uma atitude mais séria em relação à sua própria cidade? O lugar onde vivemos é o resultado direto das escolhas que fazemos em relação a ele; minha cidade de adoção é um lugar que, mesmo enfrentando problemas, cidadãos conscientes sempre estão alerta para cobrar soluções quando algo está errado; por que não fazer o mesmo?






A pergunta que faço, do fundo do coração, é: o que os cidadãos esperam para tomar uma atitude mais séria em relação à sua própria cidade? O lugar onde vivemos é o resultado direto das escolhas que fazemos em relação a ele; minha cidade de adoção é um lugar que, mesmo enfrentando problemas, cidadãos conscientes sempre estão alerta para cobrar soluções quando algo está errado; por que não fazer o mesmo? 
Uma outra sugestão é dar oportunidades iguais aos pequenos empreendedores no setor de serviços, novamente focando no turismo, para que possam preencher segmentos vitais para o funcionamento da cidade; pensar nela como uma só entidade, não como mundos separados; dar chance aos que possam ser incubadores de novas ideias, proativas para o crescimento; tenho certeza que grandes talentos apenas esperam uma chance para mostrar o que sabem fazer.Mas, para que isso se concretize, a administração, tanto estadual quanto municipal, têm de estar aberta a essas novas ideias, descobrir como elas podem fazer a cidade crescer, desenvolver, não apenas esperar beneplácitos estatais; deve-se, isso sim, estimular os talentos que, certamente, existem e devem ser descobertos. 
Isso não quer dizer que eu esteja aqui para “bater e assoprar”; a crítica construtiva, o apontar de direções, o buscar de um norte são elementos essenciais do amadurecimento de uma sociedade, quando ela pode, a partir de erros e acertos, buscar seu caminho no futuro; não esperar que ele aconteça, mas buscá-lo com todo o empenho, no equilíbrio entre o novo e o velho, o passado e o presente, para, mãos dadas com o tempo, afirmar nossa identidade e prosperar ainda mais. A Cidade Patrimônio da Humanidade não pode apenas descansar nas conquistas; há um caminho longo a seguir e na iniciativa de seus cidadãos nasce a força para seguir adiante... 
A política existe a serviço dos cidadãos, e não o contrário; reflitam, pois...

P.S.: ASSINO EMBAIXO DE CADA PALAVRA DE THOMÉ MADEIRA, UM MARANHENSE APAIXONADO, MAS QUE NÃO PERDE O BOM SENSO . . .A PRÓXIMA E ÚLTIMA PARTE TRARÁ O MARANHÃO PRA VER E OUVIR. SÃO VÍDEOS QUE CONSIDERAMOS RELEVANTES, APESAR DOS PARCOS RECURSOS E DO SOM QUE DEIXA A DESEJAR EM ALGUNS. AMEI DIVULGAR O MARANHÃO, CUJAS BELEZAS E ENCANTOS SÃO VALORIZADOS PRINCIPALMENTE PELO TURISTA NORDESTINO DOS ESTADOS VIZINHOS . . .

SACO DE CONFETES NO VALE DO PARAÍBA


A TURMA DO BARULHO COMEÇOU A ORGANIZAR-SE PARA O CARNAVAL AINDA ANTES DO NATAL, MAS FOI DIA 6 DE JANEIRO QUE DEMOS O PONTAPÉ INICIAL NOS PLANOS DA NOSSA CARMEM MIRANDA E O BANDO DA LUA. AINDA NÃO SABÍAMOS QUANTOS SERÍAMOS, O GRUPO AINDA ESTAVA INCOMPLETO, COM VÁRIAS DE NÓS VIAJANDO, MAS FOMOS EM FRENTE. QUANTOS ESTARIAM VIAJANDO NO CARNAVAL? DOS QUE ESTARIAM AQUI, QUANTOS ESTARIAM DISPOSTOS A FAZER UM CARNAVAL EM GRUPO, MESMO QUE FORA DE SUAS PREFERÊNCIAS INDIVIDUAIS? ERA DIFÍCIL SABER, O IMPREVISTO E O ÚLTIMA HORA FAZEM PARTE DA PERSONALIDADE BRASILEIRA, MAS ACABOU DANDO TUDO CERTO ENTRE OS BARULHENTOS, MAS . . . E COM O CARNAVAL DO VALE DO PARAÍBA, EM PLENA CRISE DE NACIONALIDADE, IDENTIDADE, EMOCIONALIDADE E OUTRAS TANTAS, TODAS ENFEITADAS DE BOLSO VAZIO???
AINDA NÃO SABÍAMOS AO CERTO SEQUER QUE ESSE SERIA O ANO DA RETOMADA DE REINADO DOS BLOCOS DE RUA, EM DETRIMENTO DOS CAROS BAILES DE CARNAVAL...E A COISA FOI FICANDO ASSIM:

PADARIA UNIÃO, NOSSO CENTRO DE "CONVENÇÕES"

POR VIA DAS DÚVIDAS MINHAS MÁSCARAS FORAM SENDO CUSTOMIZADAS


°°° PINTOPEIA°°°




SANTA BRANCA, PEQUENA E ADORÁVEL CIDADE VIZINHA DE JACAREÍ, FEZ SEU GRITO DE CARNAVAL COM A TRADICIONAL SAÍDA DA PINTOPEIA, NUMA ESCALDANTE TARDE DE DOMINGO - 31 DE JANEIRO - FINALMENTE CONHECI A ESTRANHA CRIATURA E POR ELA ESTIVE À BEIRA DE UMA INSOLAÇÃO -  O CALOR ESTAVA CRUEL, MAS A PINTOPEIA, DIZEM, TAMBÉM SENTIDA SABE-SE LÁ POR CONTA DE QUE . . . TALVEZ CRISE DE IDENTIDADE NACIONAL, MAIS UMA VÍTIMA DA DESGOVERNANÇA NACIONAL. NO ENTANTO, NÃO FALTARAM SIMPATIA E ALEGRIA NA PRAÇA DELICIOSA!





NORA E NETAS, EM MAIS UMA DE SUAS PARTICIPAÇÕES NO PINTOPEIA, AS LINDAS . . .



°°° CARNAVEC °°°


COLÉGIO VIDA EM CORES ORGANIZOU SEU CARNAVAL PARA O FUNDAMENTAL II NA NOITE DE QUINTA-FEIRA, COM DJ E MUITOS ESTILOS MUSICAIS. NAQUELA NOITE COMECEI A TEMER PELO FIM DOS CARNAVAIS DE TRADIÇÃO: OS JOVENS, DEFINITIVAMENTE JÁ NÃO GOSTAM DE CARNAVAL, MAS DAS OPORTUNIDADES DE CURTIREM OUTROS ESTILOS MUSICAIS. POSSO TER LAMENTADO, MAS ELES AMARAM E É O QUE IMPORTA, PORQUE A FESTA FOI FEITA PARA ISSO . . .

COORDENADORA OSMÊNIA E SUA EQUIPE





JOVENS FOLIÕES COMEÇANDO A CHEGAR






°°° TRIANON EM BAILE DO SÁBADO DE CARNAVAL °°°


EU JÁ HAVIA JOGADO A TOALHA E ASSUMI A RASTEIRINHA, MAS AZAMIGA NÃO PERDERAM O ENCANTAMENTO DE CARMEM MIRANDA









PAUSA DE REFLEXÃO: SIM, NÓS NOS PREPARAMOS NO MÁXIMO DE NOSSAS CAPACIDADES, HABILIDADES E EXPERIÊNCIA DE POLITICAMENTE CORRETO, MAS VOU JOGAR A TOALHA DE NOVO: NÃO GOSTO DE BAILE VAZIO, DE FALTA DE EMPENHO NO QUE SE ORGANIZA E DE FALTA DE FOCO. SINCERAMENTE? VOU ESCREVER À DIRETORIA, TALVEZ AINDA NESTA SEMANA, DANDO ALGUMAS SUGESTÕES PARA O CARNAVAL DO ANO QUE VEM! ESSE CLUBE É MUTO AMADO E SEUS SÓCIOS MERECEM COISA MELHOR.COM.BR. MAS QUE NOS PREPARAMOS, LÁ ISSO FIZEMOS NOSSA PARTE:











CARMEN MIRANDA E O BANDO DA LUA - AMAMOS FAZER E SER! SERÍAMOS NOVAMENTE NO DIA SEGUINTE, EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, NO CLUBE LUSO BRASILEIRO





°°° BLOCO GALINHA D'ANGOLA °°°



SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, ATRAVÉS DO PARQUE MUNICIPAL VICENTINA ARANHA, SEM A MÍNIMA SOMBRA DE DÚVIDAS, FOI O PONTO ALTO DO MEU CARNAVAL, POR VÁRIAS RAZÕES: NUNCA ANTES EU HAVIA SEGUIDO ATRÁS DE UM BLOCO DE RUA, APESAR DE OITO ANOS FAZENDO PARTE DE UMA ESCOLA DE SAMBA EM JACAREÍ - IMPÉRIO DO SAMBA - FOI UMA DAS RAZÕES. OUTRA FOI A ANIMAÇÃO EM LARGA ESCALA ( ERA MUUUUUUUUUUUUUUUUUITA GENTE, COM GRANDE CONCENTRAÇÃO DE BEBÊS DE COLO, UMA ESPERANÇA DE NOVA GERAÇÃO DO SAMBA, TALVEZ) . TUDO QUE É ORGANIZADO COM SERIEDADE TEM CHANCES MAIORES DE SUCESSO!




COM NANCY PINHEIRO







DAVI LESSA, CAMPEÃO DE TAE KWON DO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, TAMBÉM UMA PROMESSA DE SANGUE NOVO NO CARNAVAL LOCAL

COM BIA MÁXIMO, ALA JOSEENSE DA FAMÍLIA








°°° CLUBE LUSOBRASILEIRO°°°



EDUARDO ESPÍNDOLA, UM DO BANDO DA LUA,  PORTADOR DO CONVITE QUE O GRUPO RECEBEU PARA ESSA NOITE DE CONFETES. QUASE ENGASGAMOS COM A CHUVA QUE PEGAMOS NA IDA À CIDADE VIZINHA, NOS PERDEMOS NA VOLTA MAS, COMO SEMPRE, TUDO ACABOU BEM.

TEVE FADA, SIM SENHOR: MARA, COM VALÉRIA E LUÍS

AS CORES ENTRE NÓS FORAM DADAS PELA AMADA BARULHENTA ANINHA, CUJA CONVIVÊNCIA NOS É PRIVILÉGIO TRAZIDO PELO NÃO MENOS AMADO EDU SPÍNDOLA.




CHURRASCO BARULHENTO NOS "LIMA"



ERA A NOSSA PROGRAMAÇÃO ANUNCIADA PARA A SEGUNDA-FEIRA DE CARNAVAL E FOI SIMPLESMENTE DELICIOSO ESSE ENCONTRO. O CASAL CARLOS E NEILA FORAM ANFITRIÕES MAIS QUE PERFEITOS . . . GRATOS, QUERIDOS!








  JÁ ERAM QUASE DEZ HORAS DA NOITE E NOS PREPARÁVAMOS PARA MORFEU QUANDO EDU RECEBE UMA MSG DO CLUBE SANTA RITA OFERECENDO CONVITES PARA O BAILE DE TERÇA-FEIRA . . . EM CINCO MINUTOS NOS PLANEJAMOS PARA O CASO DISSO SE CONCRETIZAR . . . DARIA CERTO ASSIM, DE ÚLTIMA HORA?


°°° MATINÊ DE TERÇA-FEIRA DE CARNAVAL °°°



RELAXAR PELA MANHÃ E CATAR CONFETE DAS CRIANÇAS À TARDE, POR QUE NÃO? E LÁ FOMOS NÓS. DURANTE ESSAS HORAS AZUIS NO TRIANON ACABAMOS FINALIZANDO OS PLANOS DE CLUBE SANTA RITA PARA FECHAR NOSSO CARNAVAL.






°°° CLUBE SANTA RITA °°°

GLÁUCIA, A TRADIÇÃO DO SAMBA JOSEENSE, FEZ O SOM DE UM DOS AMBIENTES -VELHA GUARDA - VALEU REVER E OUVIR DE NOVO, DEPOIS DE BASTANTE TEMPO!




BATIDÃO

SAMBA







NEM CONSEGUI TIRAR FOTOS NO AMBIENTE SERTANEJO DE TÃO CHEIO. DO BATIDÃO, SÓ DE LONGE . . .

OU SEJA: A TENDÊNCIA DOS CLUBES É DIVERSIFICAR REPERTÓRIO PARA GARANTIR PÚBLICO. LAMENTO PELOS BONS CARNAVAIS DE TRADIÇÃO, MAS É UMA SOLUÇÃO PARA A JUVENTUDE DOS NOVOS TEMPOS. MESMO ASSIM SURPREENDENTE MESMO FOI O REINADO DE MOMO, NÃO ATRÁS DAS ESCOLAS DE SAMBA, MAS NAS RUAS DO BRASIL INTEIRO !!! EU SIMPLESMENTE AMEI O GRITO DEMOCRÁTICO DO POVO BRASILEIRO, CARENTE DE ALEGRIA E ESPERANÇA . . .

AGORA SIM: PESSOAL, FELIZ ANO NOVO !!!