sexta-feira, 18 de outubro de 2013

POESIAS DE OUTUBRO - DIA 18




Thiago de Mello





"Nasceu em Barreirinha, 30 de março de 1926. É um poeta genuinamente brasileiro.Natural do Estado do Amazonas, é um dos poetas mais influentes e respeitados no país, reconhecido como um ícone da literatura regional.
Tem obras traduzidas para mais de trinta idiomas. Preso durante a ditadura (1964-1985), exilou-se no Chile, encontrando em Pablo Neruda um amigo e colaborador. Um traduziu a obra do outro e Neruda escreveu ensaios sobre o amigo.
No exílio, morou na Argentina, Chile, Portugal, França, Alemanha. Com o fim do regime militar, voltou à sua cidade natal, Barreirinha, onde vive até hoje.
Seu poema mais conhecido é Os Estatutos do Homem, onde o poeta chama a atenção do leitor para os valores simples da natureza humana. Seu livro Poesia Comprometida com a Minha e a Tua Vida rendeu-lhe, em 1975, ainda durante o regime militar, prêmio concedido pela Associação Paulista dos Críticos de Arte e tornou-o conhecido internacionalmente como um intelectual engajado na luta pelos Direitos Humanos..."


http://pt.wikipedia.org/wiki/Thiago_de_Mello

Aprender é sempre uma delícia e essa resumida biografia, simples e didática, encanta por forma e conteúdo. Saber desse amazônida de alma tão pura quanto guerrilheira fez de mim uma pessoa melhor, uma mulher mais consciente de que nada sabe ainda desse imenso Brasil. Fez-me perceber que nem eu, nem ninguém é dono da verdade e que um simples "não gosto" pode nos afastar do que há de melhor e por tempo quase irrecuperável ! Não deixe de levar-se pelo link acima. Leia deliciosamente e descubra porque o Brasil tem mais encantos escritos do que diz-se por aí, através da incrível vida e arte de THIAGO DE MELLO.


Ainda mais que nunca, reafirmo meu repúdio à convenção não discutida ou ao padrão que não escolhi como melhor para mim. e THIAGO MELLO é disso tudo um tanto, pois que "pouco", de nada ele é...Brasil fora de mídia é muito mais que Brasil. E perde-se nas névoas da desimportância... Com isso sim, não posso ser convivente !


Os Estatutos do Homem
Artigo I
Fica decretado que agora vale a verdade.
agora vale a vida,
e de mãos dadas,
marcharemos todos pela vida verdadeira.
Artigo II
Fica decretado que todos os dias da semana,
inclusive as terças-feiras mais cinzentas,
têm direito a converter-se em manhãs de domingo.
Artigo III
Fica decretado que, a partir deste instante,
haverá girassóis em todas as janelas,
que os girassóis terão direito
a abrir-se dentro da sombra;
e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro,
abertas para o verde onde cresce a esperança.
Artigo IV
Fica decretado que o homem
não precisará nunca mais
duvidar do homem.
Que o homem confiará no homem
como a palmeira confia no vento,
como o vento confia no ar,
como o ar confia no campo azul do céu.
Trecho de “Os Estatutos do Homem”
APRECIE A EMOCIONANTE DECLAMAÇÃO NA ÍNTEGRA :  VOZ COM SOTAQUE ENCANTADOR DOS JOVENS FILHOS DO SOL AMAZONENSE
video






E SE VOCÊ QUISER PASSEAR PELOS POSTS DESTA SÉRIE É SÓ CLICAR NO MENU À ESQUERDA EM "GAVETAS TEMÁTICAS". A GAVETINHA "POESIAS DE OUTUBRO". VAI LEVAR-LHE EM PASSEIO POR ELES, UM ATRÁS DO OUTRO, ATÉ CHEGAR NO PRIMEIRO !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A D O R O O O...OBRIGADA !